Arquivo da tag: Natureza

Atacama – Dia 2 – CHILE

P1050210

O Salar de Tara é o segundo local mais impressionante da região do Atacama. Após passar muito perto da fronteira com a Bolívia e subir a mais de 4,5 mil metros de altitude, adentra-se um espaço que parece ser o solo de outro planeta. Seu guia vai jogar o carro terra adentro, saindo da estrada e encarando um off road nas montanhas do deserto, rodeado de vulcões e formações rochosas altas, aleatórias e impressionantes.23969844765_b364259f8c_k23346130143_6aa0229a5a_kP1050026

O passeio encerra numa lagoa de flamingos, comuns no Atacama. Os flamingos, assim como eu, amam o silêncio e o frio. Vivem em bandos: os rosados não se misturam aos cinzas ou aos mesclados. Em torno da lagoa onde vivem, nosso guia preparou um excelente almoço com ingredientes originais do Chile.

P105021723345593403_0212c08513_k

23342131394_95aeca9377_k

De volta a San Pedro, é hora de comer ceviche e empanada. Na dúvida entre os dois, vá ao local que serve bem as duas opções por um ótimo preço. O Lola serve trio de ceviche de salmão (com o bônus de você estar no Chile e poder comer salmão verdadeiro), peixe branco e camarão, além de uma empanada assada gigante.

23863719592_f0603c879e_k (1)

Anúncios

Atacama – Dia 1 – CHILE

23345133383_000828ca54_k

Difícil resumir uma viagem ao Atacama em dois dias. Mas com uma boa agência local – são várias -, é possível fazer os principais passeios em grande estilo.

No geral, visitar San Pedro do Atacama é:
– levar roupas de frio extremo e calor extremo
– separar um bom dinheiro para os passeios (dependendo da agência, custam até R$ 500,00)
– estar ciente que a cidade pouco oferece em entretenimento.

23674173260_9accca79ad_k

San Pedro é pequenina, extremamente rústica e um pouco charmosa. Fica no meio do deserto do Atacama e o aeroporto mais próximo é o da cidade de Calama, a 60 minutos de distância. Você chega a Calama e pode comprar seu transfer para San Pedro no próprio aeroporto. Há três companhias que oferecem, é tudo muito organizado e eficiente e o preço da ida e da volta saem juntos CLP 20.000,00.

 

P1040848

Geisers del Tatio

Nossa agência local é a Ayllu. É uma agência de brasileiros, reconhecida pelo alto padrão dos passeios, das refeições que oferecem, do conforto das vans e do conhecimento de seus guias (todos chilenos e fluentes no portunhol).

Nosso primeiro passeio do dia foi aos Geisers del Tatio. Você vai ter que acordar muito cedo, mas muito mesmo, tipo 4h30 da manhã, para chegar ao parque dos Geisers ainda cedo, num frio de -6ºC no verão. A atividade dos geisers é intensa na parte da manhã e por isso é importante cumprir os horários.

Em torno das 9h30, a atividade já arrefece e sobre tempo para continuar contemplar a paisagem tomando um café da manhã no local.P1040875

Apesar da proibição e dos alertas para não chegar perto dos geisers e nem tocar os gases, por serem ricos em enxofre, você vai poder experimentar mergulhar em águas termais na segunda parte do passeio, quando a agência te leva para uma grande piscina aquecida pelas águas vulcânicas. Entrar é fácil, sair é difícil devido ao frio…

P1040877

A região dos geisers fica numa parte com belas pasisagens, aliás como toda a região do Atacama. Não vai ser difícil cruzar com o camelo dos andes, a Vicunha, que vive a mais de 4 mil metros. E ainda é possível provar a sua carne prepara pelos índios no vilarejo de Machuca de forma rústica, assada em espetinhos.

P1040897

Vicunha, o camelo do deserto que sobrevive a mais de 4 mil metros de altura

P1040903

Paisagem rumo aos geisers.

23343703923_f0ee1d2419_k

As casinhas de adobe com teto de palha: presentes em todo local, aquecem de noite e resfriam o ambiente interno de dia

P1040935

Pedra anfi-teatro ao fiundo

O passeio dos geisers terminam por volta de meio-dia. Então, se tiver disposição, dá para encarar o segundo passeio do dia: a visita aos vales do Sol e da Lua.

A visita inclui uma pequena trilha para observar a pedra do anfiteatro, uma pequena incursão a uma caverna e encerra com um maravilhoso pôr-do-sol com um pique-nique em alto estilo!

23341110124_49ff37f299_k

Pôr do sol

23601898409_81c5e71642_k

Pedra da fortaleza

23674903760_359ac21631_k

Olá, vicunha

P1040921

Pedra do Coiote

23601071319_c6743ef933_k
Superfície de marte

 

Potsdam – ALEMANHA

20147548873_4949521038_z

O Berlin Card permite se locomover por Berlim e arredores de todas as formas de transporte possível e ainda dá alguns descontos em museus e atrações da cidade. 48h custa 22 euros. Então, compre, pois você vai poder usar e abusar do transporte. Em 25 minutos, partindo da estação da Friedrichstrasse, você está em Potsdam, cidade patrimônio que foi praticamente intocada durante a guerra. Seus palácios foram construídos pelos reis alemães que a elegeram a sua casa. É uma espécie de Versalles alemã.

20145769464_864e8e689a_z

Dá pra percorrer Potsdam a pé, visitar seus parques cenográficos e o interior dos palácios. Há muita inspiração italiana na arquitetura, pois os reis alemães traziam os arquitetos da Itália para decorar o ambiente a seu gosto.

20581802468_dc6b8bcfa2_z

Potsdam também foi palco do acordo liderado pela antiga URSS que dividiu a Alemanha entre França, Inglaterra, EUA e URSS após o fim da Segunda Guerra. A presençaa de Stálin num dos últimos palácios da região é preservada até hoje pela estrela vermelha no jrdim e alguns poucos itens no mobiliário interno.

Dubai – Dia 2 – EMIRADOS ÁRABES UNIDOS

16198104151_1cbd228e46_z  Nosso passeio pela arquitetura de Dubai seguia em frente. Tomamos o metrô em direção à ilha artificial The Palm, que foi construída como uma palmeira gigante sobre o mar de uma forma surpreendente devido a todas as dificuldades que enfrentaram para colocar de pé este projeto. A Ilha abriga condomínios, um shopping e um gigantesco hotel: o Atlantis, o mesmo que existe nas Bahamas.

15579008793_a50a6138c6_z

O passeio até o hotel é feito de monorail. Você chega à estação de metrô, toma um tram até a estação do monorail e o monorail até o Atlantis. Tudo é muito simples e bem sinalizado. E os prédios do entorno desta região, na maioria residenciais, são colossais e impressionantes. Lembramos de um que pegou fogo na semana seguinte que chegamos ao Brasil.

16012366600_398c55e79b_z

15577067314_8fb6076af9_z

Mas o passeio à ilha vale mais pelo ir e vir e pela admiração da construção. O hotel é um grande hotel no estilo americano, com um parque aquático que não fizemos questão de visitar, pois de tarde partimos para o melhor passeio que oa EAU podem oferecer: o tour pelo deserto.

16198137142_0cc901a089_z

Nossa empresa foi selecionada pelo concierge local. O preço foi ótimo e a experiência foi excelente. Havia o tour, o jantar no acampamento, a shisha. Tudo incluído. Já havia visitado desertos nos EUA e no Egito, mas o dos EAU é impressionante pela cor das dunas e pela areias finas, que ficaram ainda mais bonitas pelo horário em que partimos para o passeio: cerca de 16h.

16198941845_77ca1035f6_z

O rally e feito em comboio, os carros são grandes, bem equipados, mas ainda assim dá bastante medo. É uma coisa de bugreiros nas dunas de Natal. As derrapadas são rentes aos precipícios das dunas e há que se ter muita experiência para dirigir no local.

16198028872_b3666fe38f_z

O tour termina num grande acampamento. Não tinha dança do ventre porque o dia 2 de janeiro é um feriado santo, em que se respeita a morte do profeta Maomé. Achei até melhor assim 🙂

15578984423_66d17a4b76_z

A comida era mediana, mas os bolinhos de grão de bico estavam fenomenais. Mas o local era tão lindo, mas tão lindo, que a comida realmente era algo secundário. O nome da empresa que fez nosso tour é Planet Tours.

Las Vegas – Dia 2 – EUA

8479599130_e0387b32dd_z

Um passeio imperdível a partir de Las Vegas é o Grand Canyon. Se você for de ônibus, vai tomar todo o seu dia. De helicóptero, vai tomar meio-dia. Seja qual for a maneira, vá, pois a paisagem é muito diferente do que se vê no Brasil.

8479650094_194d9b8d61_z

Hoover Dam

Fomos de helicóptero, que foi sensacional para ver de cima a Hoover Dam, a maior represa americana, responsável pelo abastecimento de energia e água em Las Vegas e na região e que vem preocupando o governo pela baixa constante em seus níveis de água.

8478648753_8a87cd0c84_z

DE lá, seguimos para o estado do Arizona (Vegas está em Nevada). No Grand Canyon, o helicóptero pousa em meio às pedras e o piloto improvisa um pique-nique. Muito simpático e muito bonito tudo.

8478874685_0c1b6b32b8_z

Eli Roth. O Goretorium fechou em 2014 :/

De volta a cidade, resolvi experimentar uma atração que não mais está ativa: o Goretorium, do Eli Roth. Eli Roth é diretor e produtor de filmes de terror bizarros.

8478867321_8895b74382_z

O mais famoso é O Albergue. O Goretorium é uma espécie de túnel do terror que misturava tecnologia e atores para dar muito susto com muito sangue, muita gente decepada, muito grito de dor. Enfim, sei lá porque fui nisso. Ali[as, já soube o porquê em análise, mas não vem ao caso.

8480106140_2c4cb8e607_z

Fomos ao show de David Copperfield pela lenda que ele era em nossas cabeças depois de muitos números de ilusão no Fantástico. Eu achei o máximo, mas meu irmão disse que deu pra perceber como ele fez todos os truques. Nem me liguei. E o dia terminou bonito talvez no restaurante mais gostoso da viagem, o Sinatra, dentro do hotel Wynn. Todos pediram bem. Destaque pra lasanha do meu pai, mas meu irmão pediu melhor: um bife a parmegiana com osso que deu gosto.

8479025965_ea3de7a42b_z

El Calafate – Dia 2 – ARGENTINA

8426420491_e6b0e5b432_z

Meu país amado, a Argentina… Muitas surpresas, muita comida boa, muita coisa linda.

8427503092_4f46749053_z

Comprei um tour de El Calafate a El Chalten, cidadezinha linda e novinha debaixo de um lindo pedregulho. De lá, partimos de barco para um trecking no glaciar Viedma, ainda maior que o Perito Moreno, porém não tão lindamente esculpido.

8426414253_089a67050b_z

O Viedma impressiona pela grandez. Falar assim em trecking pode impressionar, mas os procedimentos são seguros e tranquilos. Basta seguir cada passo exato do guia.

8427507580_ebdab0a497_z

8427509328_e71bb17bf8_z

E apesar de vermos muitas pessoas escalando as paredes do glaciar, fique tranquilo, pois não é o nosso caso.

8426416267_7e110862a6_z

El Calafate – Dia 1 – ARGENTINA

8426407345_51019c9f43_z

Um dos lugares mais lindos do mundo está no continente sul-americano, há aproximadamente 5 horas de voo do Brasil. El Calafate está no extremo sul da Argentina, é de fácil acesso a partir de Buenos Aires e tem o azul argentino no céu, na águas e nos seus glaciares.

A melhor época para ir é o verão, quando o céu está azul até 23h, quando começa a manifestar outras cores antes de anoitecer. Então, se você pensa em ir pra Nova Zelândia por causa da natureza, garanto que vai ver coisas semelhantes ou até mais bonitas no sul da Argentina e vai pagar mais barato.

8426423905_78a3560e3d_z

Ainda assim, Calafate é cara porque pouco produz no loca. É turística e sua comida, bebida e outros itens veem dos grandes centros urbanos do norte do país.

Reservei um motorista para mim, que me pegou no aeroporto. Deixei minhas coisas no hotel e parti para o parque do glaciar Perito Moreno. Os glaciares são formados a partir da neve e do gelo que desce das montanhas e vai se estendendo pelos lagos. Estão em constante movimento. Faz parte dos glaciares irem perdendo gelo em suas bordas. Por isso  mantemos distância delas. E o parque nacional nos convida a ouvir o som do gelo despencando.

8427499624_03ccdbed21_z

Perito Moreno é o glaciar mais famoso por ser o mais bonito da região. Seu nome é em homenagem ao perito Francisco Pascasio Moreno, que resolveu um imbróglio de fronteira entre a Argentina e o Chile no século XIX, definindo a divisão entre os dois países pelo pico mais alto da região. 8427497774_44fd8e60d4_zVocê deve pegar o barco para se aproximar do glaciar. Apesar do verão, o frio é gostoso, mas não muito intenso. Ainda assim, é fundamental estar bem agasalhado. Ao final do passeio, você também será convidado a percorrer a gigantesca passarela que tem vários miradores do glaciar. É o melhor momento de contemplação da grandeza do local.

8426408785_dcb5ac2a9c_z

Vão te ofercer o trecking pelo glaciar, mas guarde o fôlego para o glaciar Viedma, no passeio que você pode fazer no dia seguinte via El Chaltén.   8426405951_198e7f3a36_z

Tikal – GUATEMALA

starwars Tikal é uma cidade pequenininha no interior da Guatemala. A importância dela se dá por ter sido uma das mais prestigiosas cidades maias, com muitas de suas pirâmides ainda de pé, que se erguem de forma impressionante na selva em meio à natureza selvagem composta de muitos bichos, incluindo muito jacaré e muito quetzal, o pássaro símbolo da Guatemala e que nomeia a moeda do país.

Você pode partir para Tikal a partir da Cidade da Guatemala, que foi o que fiz.

8346042602_c3da4b0ae3_z     8344986219_2ccb689b4e_z  Num avião pequenino, que não se muito alto, mas é um compartimento fechado e pressurizado, você voa ainda que baixo sobre a capital do país rumo a uma região mais úmida no litoral.

Aterrisamos próximo à cidade de Flores, que também e linda e vale o passeio.

8345037683_15310b276b_z

De lá, entramos no parque das ruínas de Tikal. O passeio pelas pirâmides dura uma hora.

8344996437_5cf966f00c_z

8345014177_2daeed38d7_z

8346068604_4673317e25_z

Você pode dormir no local para ver o sol nascer e ouvir os pássaros. Infelizmente, não pude ter essa experiência, mas o que pude ver foi suficientemente impressionante.

8346052372_8b14aeb89e_z

8345026609_f6abe7f980_z

E tive a oportunidade de subir a uma das maiores pirâmides do local, que também ficaram famosas no filme O Retorno do Jedi, da série Guerra nas Estrelas.

8345024997_b39bc1c73f_z

Halong Bay – VIETNÃ

7568122680_02e4a50f4b_z

Halong Bay é um dos lugares mais bonitos do Vietnã. O esquema básico de visitar o local é meio que o mesmo para todos os turistas que, em massa, chegam diariamente no porto da cidade. Parti para lá de Hanói e virei um deles.

Os barcos de madeira, em geral, têm 8 suítes. Chegamos a eles num barquinho e eles partem para a navegação no entorno do local. Tudo leva dois duas (uma noite).

7567608590_7567e34c35_z

Meu quarto. E com banheiro privativo. Tudo muito limpo e bonito.

7567599010_150f5358d4_z

Capitão

O esquema é mais ou menos o mesmo: você chega, conhece o grupo do seu barco (torça para ser legal), come uns petiscos, almoça e depois parte para algumas atividades na região.

7568127400_40904483bf_z

A primeira é a visita à gigante caverna de Dau Go. Depois, fazemos remo em caiaque, visitamos uma vila de pescadores ilhados no mar, nadamos numa praia e voltamos para tomar banho e jantar.

7568132706_7a387f30a0_z

7568175156_4005340684_z

7568012416_7557d154d0_z (1)

A janta tenta ser fancy, mas é engraçada. Os cozinheiros são o próprio capitão e parte da tripulação do barco, que não é grande.

7568032816_7c8880e225_z

Depois do jantar, os barcos espalham-se pela baía e é o momento mais esperado por todos (menos por mim): karaokê. Nosso grupo era engraãdo e não curtiu muito a proposta. Acabou que uns indianos viraram DJs. Não sei o que teria sido pior. Me despedi e apaguei profundamente no navio ,que balançava suave nas águas do mar.

7568020766_57cee1b6f7_z

Papallacta – EQUADOR

Se você tem mais um dia sobrando em Quito, combine com um taxista para ir rumo ao vulcão Papallacta aproveitar as termas que o rodeiam.

A viagem é bonita e tranquila. E, se não for, mesmo com os percalços, ao chegar no parque aquático é fácil relaxar…

O lugar é lindo. Se for dia de semana, não fica muito cheio. Há vestiário para deixar as coisas, se trocar. Tudo é muito arrumadinho e o relax é garantido.