Bolonha, Parma e Módena – Dia 2 – ITÁLIA

20757053112_d40418aaa4_z

Dá pra fazer de Bolonha a sua base caso você queira conhecer outras cidades italianas ali por perto. Comprei um ticket de ida e volta da Trenitália até Parma. O centro da cidade pode ser facilmente acessado a pé. E dois pontos são imperdíveis no local: o famoso Teatro Farnesi, que foi reconstruído após os danos na segunda guerra (aliás, Parma foi liberada dos fascistas pelas tropas brasileiras). A visita ao teatro é interessante porque é possível ir ao palco, ir aos bastidores e ter uma visão que o artista tinha da plateia na época do seu funcionamento.

20766137955_633f73c9a3_z

Em Parma, o mesmo prédio abriga o Teatro Farnesi, o museu arqueológico e a Galeria Nacional. Dá pra ir a pé da estação de trem.

20739876966_26362774ec_z 20739979086_49d235af1d_z 20579511819_2d444dee58_z

A visita do teatro ainda continua pela Galeria Nacional de Parma, que fica no mesmo prédio, e é linda. As obras dos mestres italianos e algumas coleções da época romana estão no local.

20773168161_d6446dbb2f_z

20578195020_1de50ccb0d_z

Travesti

Seguindo em frente, a visita ao Duomo de Parma é obrigatória. Tive  a sorte de chegar para uma missa em que velhinhas me deram paz de cristo em italiano. Findo o culto, pude fotografar a cúpula impressionante do local.

20578136028_4b08bf201d_z

Parma é famosa pela sua comida. Então, antes de voltar para a estação e seguir pra Módena, para acertar logo onde comer, indico a Salumeria Garibaldi.

20756672182_70c458f688_z 20756677892_b977e43947_z

Você pode comer lá ou levar para casa. Os atendentes são muito simpáticos, te ajudam a escolher, colocam a música bem alta e saem dançando. E, caso você opte por comer no local, preparam uma mesinha fofa. É divertido. Comi um franco recheado com queijo e envolto em presunto de parma. E ainda um bolo de carne com nabo. Os dois estavam realmente muito bons. Tomei ainda o refrigerante de chinotto, comum na Itália.

20577980808_bfb81a749f_z

Rumo a Módena, que é no meio do caminho de retorno a Bolonha. Para quem gosta de carro, há o museu da Ferrari. Preferi não entrar, pois já estava exausto e já conheci muito da história da escuderia no parque Ferrari, em Abu Dhabi, então, passei por lá, vi a casa onde Enzo Ferrari nasceu, tomei um café gelado no café do museu (tem preços ótimos) e segui para o Duomo da cidade, que já foi construído em um estilo mouro. Chega a ser um pouco exótico, mas esta arquitetura é comum em algumas cidades italianas e espanholas que preservaram o cristianismo ainda com a influência da arquitetura otomana. Como algumas coisas na Itália, parte do Duomo também parece que está afundando, ma estão sempre fazendo de tudo para manter o patrimônio de pé. Foi rápida minha passagem por Módena.

20578022430_df3d3a55d4_z

Voltei logo para Bolonha porque a noite na cidade reservava algo especial:  um cinema  gratuito ao ar livre em praça pública, no coração do centro histórico. O filme era italiano, e eu não falo italiano, mas a experiência de estar assistindo ao ar livre naquele local, com a cidade apagada em volta foi demais ❤

20577949398_09b2825128_z

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s