Bolonha, Parma e Módena – Dia 1 – ITÁLIA

20740045826_c9232b361b_z

A lasanha a bolonhesa é famosa e amada no Brasil. Mas Bolonha é pouco conhecida dos brasileiros. A capital da Emília Romana é linda, rica e impressionante. Impressiona pelo seu passado que, assim como muitas outras cidades do norte da Itália, foi rico, cheio de glórias, gozou de alguma independência e da ascensão burguesa. Aliás, o dom para negócios e comércio da Itália sobrevive até hoje. Diferente de outros países europeus, aqui nada é de graça. Nem um mapinha, nem um carrinho em supermercado… E até para ver os tetos das igrejas é preciso muitas vezes depositar uma moedinha de 1 euro.

20766502225_06c6341cfb_z

Bolonha também cobra por suas atrações turísticas – não são muitas – mas algumas valem muito a pena. O duomo da praça central é lindo e a torre da cidade equivale a um prédio de 30 andares. Você paga para subir 400 degraus. Mas o desafio é interessante – cuidado porque vai ficando cada vez mais apertada e mais sufocante. Mas lá em cima o ar é puro e  a visão é muito privilegiada.

20578483608_04e1a5779c_z

20143837404_4c9959d6cc_k

Também imperdível é a visita à Biblioteca de uma das universidades mais antigas do mundo e sua sala de aula de anatomia. Ainda está lá a prancha para expor o cadáver e as esculturas que inspiravam os temas tratados no local.

20143976194_12de8d9bd2_z 20578547858_1b7c587839_z 20143940254_205deca45e_z

Como toda cidade italiana comercial, Bolonha é cara. Então, é preciso escolher bem onde comer. Indico um restaurante, um café, uma sorveteria e uma pizzaria.

Re Enzo – a lasanha bolonhesa é maravilhosa, com massa verde, bem estruturada. Não vem fervendo, então você pode sentir o sabor do molho e da carne. Mas o mais surpreendente neste restaurante é o espinafre feito com alho, óleo e pimenta. Parece um espaguete de espinafre. É delicioso e acho que vai dar para tentar repetir em casa.

20773219361_705ea4c227_z

Lasanha bem estruturada, suculenta, servida na temperatura certa. Pareci a Paola Carosella descrevendo como deve ser uma lasanha.

20756873612_e54bf69c5c_z

Em geral, na Itália, o café é sempre gostoso e bem feito. Aliás, para quem ama café como eu vale uma visitinha na loja da Bialetti no local. Mas, enfim, para consumir a bebida lá, recomendo o café Terzi. Escondidinho, prepara do jeito que você quiser e, para quem gosta de adoçar, eles têm muitas formas de fazê-lo. Com melaço, açúcar de cana, mel de agave etc. Eu pedi meu café frio com um pouquinho de açúcar. Veio assim. E o preço é ótimo: 1,50 euro.

20766372465_062c1542dd_z

Café gelado!

20579620719_63d205496e_z

Gelato é alto comum também nas cidades italianas, mas confesso que, assim como no caso da pizza, a gente está mais bem servido em São Paulo. Mas o sorvete de leite com menta da Pretto vale a prova.

E pra terminar, a famosa pizza. Na Itália, é interessante que a pizza individual é sempre enorme. Então, dá até pra dividir. Essa é do La Brace, com mussarela de búfala, tomate e parmesão, feita no forno a lenha.

20143369594_63485117b7_z

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s