Lisboa – Dia 1 – PORTUGAL

20144760734_905fefc14a_z

Fernando Pessoa

Já havia ido a Lisboa algumas vezes, mas dessa vez foi muito, mas muito especial. Visitei alguns amigos que escolheram Portugal para morar em busca de uma vida mais tranquila e menos pautada pelo sucesso e pelo consumo ❤

Hospedado na casa deles no bairro Príncipe Real, pertinho do badalado Bairro Alto, partimos para desfrutar o que a cidade oferece de melhor: comida boa e barata.

20579229660_f47f1ee2c7_z

Nosso primeiro dia se iniciou em uma tasca (o famoso boteco). Pautados por um guia que havíamos acabado de comprar, partimos para a tasca A Provinciana. Os pratos que pedimos:

Queixada de porco: é o queixo com a bochecha do animal.

20579245678_0d08c5c3c5_z

Bitoque (uma espécie de molusco primo da lula). No caso, foi preparado na chapa.

20774173881_30952c1048_z

Carapau: delicioso peixe, irmão da sardinha. Só que acho que é mais saboroso. Quando maior, é preciso tirar a espinha. Mas os menores você pode comer direto, com cabeça, espinha e tudo.

20144629474_15afa708c7_z

Ainda sobre peixes, Portugal se especializa cada vez mais em conservas e é possível encontrar diferentes peixes em latas lindinhas em lojas especializadas ou mesmo em delis e supermercados. Ótima dica pra levar pra casa. Se quiser algo ainda mais específico, vale visitar a  loja A Vida Portuguesa. Em tom retrô, promove uma revitalização e um reencontro com os produtos típicos portugueses com uma roupagem mais bacana para ser vendida.

20579339528_c8baa66e38_z

Ainda falando em comida, o lugar que escolhermos jantar foi o A Licorista/O Bacalhoeiro. Esse restaurante é um pouquinho mais caro – tipo você come horrores e itens de alta qualidade e paga cerca de 15 euros.

20767025405_772dca74f4_z

20757617852_4d1e450439_z

Nós pedimos o bacalhau frito da casa, que vem com saladinha. Maravilhoso. Pedimos também uma porção de carapaus fritinhos – esses sim dá pra comer com cabeá, espinha e rabo. Vai na fé. E ainda pedimos camarões.

20146007763_b07424a0c5_z

De sobremesa, a baba de camelo, que é uma espécie de pudim de caramelo com amendoim que descobri que dá pra fazer facilmente em casa. Não aguentamos pedimos dois de tão bom que estava.

20766973525_c6a1e35bec_z

Apesar do tom do post ser só sobre comida, há uma igreja que vale a pena ser visitada que fica perto da tasca e do A Licorista. É a igreja de São Domingos. Suas histórias são pesadas. De dentro dela, saíam hereges, judeus e outras pessoas acusadas pela igreja e executadas em praça pública. O monumento ao lado faz questão de lembrar da gravidade do ocorrido em função do fanatismo religioso. E a surpresa não para por aí. A igreja sofreu um incêndio em 1959 e resolveram mantê-la do jeito oque está, ainda com as pedras marcadas pelas chamas. Pintaram ainda o restante reformado de vermelho. É a própria visão do inferno num templo cristão.

20767289705_0340917356_z 20757883502_1e1d4e3f1d_z

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s