Cracóvia – Dia 2 – POLÔNIA

20579832768_1d049d18dd_z

Quis visitar a Cracóvia pelo fato de ser possível fazer de lá um tour para Auschwitz, maior campo de concentração durante o regime nazista. Fui num tour da companhia SeeKrakow, que comprei antecipadamente pela internet, mas você pode comprar de operadoras locais de lá por um preço até mais barato. Há tours que incluem no mesmo dia Auschwitz e a catedral de sal. Mas como eu já conhecia a impressionante catedral de sal de Zipaquirá, na Colômbia, preferi ir apenas a Auschwitz e aproveitar o fim do dia de volta à cidade.

20580857659_28e5d0e6e0_z

O tour pelo campo de concentração é muito impressionante. A quantidade de artigos recolhidos dos prisioneiros é exposta de forma chocante. O método de execução pela câmara de gás é detalhado e é possível visitar uma delas – outras foram destruídas pelas tropas aliadas.

20579971970_6a2d421ccd_z

Uma maquete da câmara de gás

20579962808_7c7ddb878d_z

Gás utilizado para execução

20145238634_290f4c5b65_z

Dentro dos fornos da câmara de gás

20579845390_21d65a2391_z

Uma cena impressionante, que não pode ser fotografada, é a da sala com fios de cabelo das mulheres e crianças executadas nas câmaras. O cabelo era fornecido a uma fábrica alemã para a fabricação de travesseiros e outros tecidos.

20579946308_1e2a77ac29_z

Os prisioneiros só podiam levar uma maleta com itens pessoais para o campo. Essa é a coleção de louças recolhida daqueles que foram executados.

20579956440_1eda40f83f_z

Óculos dos prisioneiros executados

20741595916_b42902339b_z

Auschwitz-Birkenau é o segundo campo, ainda maior que o primeiro. Nele os nazistas intensificaram o processo de execução de judeus, construindo câmaras de gás ainda maiores e uma linha de trem que acelerava o transporte para a morte. Em geral, mulheres e crianças eram executadas primeiro, já que os homens serviam para o trabalho escravo no campo.

20145286544_7d4246f233_z

Muitos dos arquivos que documentavam as execuções foram queimados pelos nazistas quando pressentiram que iriam perder a guerra. Quando os aliados chegaram, muitas das instalações do campo haviam sido queimadas para eliminar as provas.

Auschwitz é impressionante e certamente mexe com a gente. É difícil você se conectar novamente om o ritmo das férias no retorno à cidade. Mas a Cracóvia é aconchegante e facilita o retorno com a simpatia dos poloneses e a comida maravilhosa. Abaixo, no caso, pato, minha paixão, que é possível comer em qualse todo restaurante local.

20581300869_e2f9fd9ac9_z

Ainda na  Cracóvia, vale muito a pena visitar o bairro de Kazimierz. O local já foi uma cidade que concentrava fábricas para operários judeus, que se aglomeraram na região e transformaram o local num gueto depois de serem expulsos da parte cristã da cidade. Aliás, a parte cristã continua forte em torno do castelo, com as igrejas barrocas e góticas dominando a paisagem. Mas Kazimierz preserva a história e a comida local. Abaixo, um dos restaurants mais legais da região, o, que serviu um mix de Jerusalém (combinado de peito de frango, coração de frango e fígado de frango com cebola).

20758355792_f16759487f_z 20581010809_b7bfd37216_z

Outro ponto de interesse especial é a Universidade da Cracóvia, uma das mais antigas do mundo. Ali estudo Nicolau Copérnico, que fez seus estudos e observações sobre possibilidade de a terra ser redonda. Quase foi pra fogueira, mas sua memória é ainda preservada no local.

20768127105_9ae1a0028d_z

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s