Bar do Biu – São Paulo – BRASIL

Pra quem não conhece o bar do Biu, em Pinheiros, eles servem porções honestas de comida nordestina a preços honestos. Porção de queijo coalho, que você pode misturar com feijão de corda. Ou que tal uma carne de sol com uma farofa de abóbora inacreditável de tão boa? Peça as jarras de suco de cajá, cacau (bem azedinho e geladinho) ou graviola pra matar a sede. E corra porque o lugar tá começando a hypar.

urso

leopardo

macaco

O fenômeno de transmissão de conteúdo e hábitos culturais segue a seguinte cadeia: existem os alfas, os betas e o mainstream.

Simplificadamente, o alfa é quem descobre. Alfa é a classe formada por artistas, desbravadores, pessoas que confiam demasiadamente no taco e no gosto. É algo bem raro. Os beta são os que fazem a tradução do que o alfa descobre para o mainstream. Em geral, os beta são publicitários, jornalistas ou seus amigos mais descolados. É exatamente esse o momento do hype, ou seja, a celebração da descoberta por pessoas ligadas a artistas, comportamento e consumo do que realmente está em ascendência no ciclo de vida de um produto.

Todo mundo pode ser beta em alguma coisa, repare. Mas a maioria não é.

E o maintream nem precisa dizer, né? É a galera mesmo. Quando um hábito ou um produto chegam ao mainstream, podemos dizer que este produto está no ápice de seu ciclo de vida, e cabe ao seu gestor garantir que assim continue para render $ durante um bom tempo t.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s